R7 Planalto Presidente da CPMI das Fake News prevê retorno após recesso

Presidente da CPMI das Fake News prevê retorno após recesso

Foco da comissão deve ser a proteção ao processo eleitoral de 2022 e a realização de depoimentos que já foram aprovados

Presidente da CPMI das Fake News prevê retorno em fevereiro

Presidente da CPMI das Fake News prevê retorno em fevereiro

Geraldo Magela/Agência Senado 27.02.2019

O senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fake News, afirmou ao R7 que os trabalhos da comissão devem voltar em fevereiro, após o recesso parlamentar.

Na retomada, o foco da comissão deve ser a proteção ao processo eleitoral de 2022. Uma das primeiras ações será a realização de depoimentos que já foram aprovados — como representantes das redes sociais Facebook e Twitter.

A comissão foi instalada em setembro de 2019 para investigar a utilização de perfis falsos nas eleições de 2018 e ataques cibernéticos que atentam contra a democracia, mas teve as atividades suspensas em decorrência da pandemia de Covid-19. O prazo de funcionamento foi prorrogado por prazo indeterminado.

Além de Angelo Coronel, a mesa da comissão é formada por Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados, como vice-presidente, e Lídice da Mata (PSB-BA), como relatora.

Últimas