Novo Coronavírus

R7 Planalto Presos de São Paulo já produziram mais de 1,5 milhão de máscaras

Presos de São Paulo já produziram mais de 1,5 milhão de máscaras

Cerca de 450 detentos, homens e mulheres das penitenciárias de Tremembé, Tupi Paulista, Andradina, Itaí e de Araraquara trabalham na produção

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Presos de São Paulo já produziram mais de 1,5 milhão de máscaras

Presos de São Paulo já produziram mais de 1,5 milhão de máscaras

Ana Paula Igual / Funap

A produção de máscaras de proteção em presídios do Estado de São Paulo ultrapassou a marca de 1,5 milhão de peças produzidas. O objeto é usado para a proteção contra o contágio do novo coronavírus.

Cerca de 450 detentos, homens e mulheres das penitenciárias de Tremembé, Tupi Paulista, Andradina, Itaí e de Araraquara trabalham na produção.

Na cidade de São Paulo, a Penitenciária Feminina da Capital está montando protetor facial do tipo “face shield”, composto por uma tela de proteção transparente de acrílico.

Leia mais: Uso de máscara é obrigatório em SP a partir desta quinta-feira (7)

São empregadas quatro reeducandas por turno na produção das peças, que estão disponíveis para aquisição por meio da Funap (Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel), sendo produzidas, até o momento, 4 mil unidades.

Últimas