R7 Planalto Pressionado, Ernesto Araújo recebe afago da mulher: ‘aguente firme’

Pressionado, Ernesto Araújo recebe afago da mulher: ‘aguente firme’

Em sessão no Senado, parlamentares subiram o tom contra o ministro e criticaram duramente sua gestão à frente do Itamaraty 

Na imagem, ministro Ernesto Araújo (Itamaraty)

Na imagem, ministro Ernesto Araújo (Itamaraty)

Marcos Corrêa/PR - 03.03.2021

Pressionado por diversos integrantes partidários e membros da cúpula do Congresso Nacional para deixar o cargo, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, recebeu uma mensagem pública de afeto de sua mulher: “Aguente firme, meu amor”.

A publicação foi feita por sua mulher, Maria Eduarda de Seixas Corrêa, na noite desta quinta-feira. A mensagem foi compartilhada por Araújo em seu Twitter pouco mais de uma hora depois. O ministro lembrou de um versículo bíblico e disse que “o amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade”.

Um dia antes da publicação, Araújo foi pressionado publicamente para deixar o cargo por senadores durante sessão no Senado. Integrantes de diversos partidos, como PSDB, Cidadania, Rede e MDB, subiram o tom contra o ministro diante de sua má gestão à frente do Itamaraty. 

O ministro havia sido convidado a prestar esclarecimentos sobre a gestão do Ministério na aquisição de vacinas contra a covid-19 no exterior. Araújo rebateu as críticas, disse que é qualificado para o cargo e que quer contar a história atual para seus netos.

Últimas