R7 Planalto PSL confirma suspensão e deputados vão judicializar questão

PSL confirma suspensão e deputados vão judicializar questão

18 deputados bolsonaristas receberam a punição após Presidente deixar partido para criar sua própria legenda, o Aliança pelo Brasil

Eduardo Bolsonaro foi suspenso por 12 meses pelo partido

Eduardo Bolsonaro foi suspenso por 12 meses pelo partido

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A executiva do PSL confirmou nesta terça-feira (3) a suspensão dos 18 deputados bolsonaristas que tentaram afastar o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), incluindo o filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro, que recebeu a mais longa dentre as punições, 12 meses.

Agora os afetados pela punição vão pedir a judicialização do processo junto à mesa diretora da Câmara.

Segundo o PSL, não há uma definição precisa tanto no âmbito legal quanto dentro do próprio partido sobre o que essas suspensões acarretariam a cada um dos deputados.

Os deputados buscam a expulsão do partido, já que, em caso de saída por vontade própria da sigla, o parlamentar perderia seu mandato na Câmara.