Ciro Gomes

R7 Planalto Quatro deputados do PDT votarão pela PEC e devem deixar a legenda

Quatro deputados do PDT votarão pela PEC e devem deixar a legenda

Partido mudou a orientação em relação ao primeiro turno para 'não'. Parlamentares que votarão 'sim' estão de saída

  • R7 Planalto | Mariana Londres, do R7, em Brasília

Ciro Gomes deixou pré-candidatura suspensa após votos favoráveis à PEC no primeiro turno

Ciro Gomes deixou pré-candidatura suspensa após votos favoráveis à PEC no primeiro turno

Ueslei Marcelino/rEUTERS - 1º.07.2018

Ao menos quatro deputados do PDT manterão o voto favorável à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios, mesmo após a suspensão da pré-cadidatura de Ciro Gomes e do partido ter orientado o voto contrário à PEC no segundo turno.

A bancada do PDT tem 25 deputados. No primeiro turno, 15 foram favoráveis à PEC, aprovada por uma margem de 4 votos. A legenda, portanto, pretende virar 11 votos. 

A sigla foi alvo de críticas de partidos da oposição e nas redes sociais por ter orientado a bancada a votar a favor da proposta. O pré-candidato do partido à Presidência, Ciro Gomes, suspendeu a candidatura até que houvesse uma mudança de posição. 

Em reunião nesta terça-feira (9), houve consenso do partido pela mudança de posição e orientação ao voto contrário à PEC. Em função do entendimento, a legenda optou por não "fechar questão", o que permitiria punições aos deputados que votassem contrários à orientação.

Quatro deputados devem votar à favor da proposta e não devem punidos, já que estão de saída ou permanecem na sigla por conta de liminar em processo de expulsão: Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Marlon Santos (RS) e Subtenente Gonzaga (MG). 

Últimas