R7 Planalto Senador defende punição a Ford após fechamento de fábricas

Senador defende punição a Ford após fechamento de fábricas

Angelo Coronel fala também sobre união entre governo, partidos e Congresso para manter empregos e empresas ativos no país

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, senador Angelo Coronel (PSD-BA)

Na imagem, senador Angelo Coronel (PSD-BA)

Geraldo Magela/Agência Senado 27.02.2019

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) defendeu, nesta terça-feira (12), punição para a Ford, empresa norte-americana automobilística que anunciou o fechamento de três fábricas de produção no Brasil.

“Por isso, quero fazer um apelo, unir todos os governos, todo o Congresso, para chamar a diretoria da Ford e impor punições. Quer ir embora? Devolva todos os impostos que deixaram de pagar ao longo desses anos”, afirmou Coronel.

O senador argumenta que é “inadmissível” que a Ford anuncie o fechamento de fábricas depois de décadas de isenção de impostos e benefícios concedidos por vários governos.

“É inadmissível essas empresas virem, se instalarem, receberam incentivos fiscais e, depois, simplesmente com sua vontade, dizer tchau Brasil e que se danem os empregos que foram gerados e a renúncia fiscal que os governos fizeram para deixar ela produzir no país”, disse.

Coronel defendeu, ainda, a união entre partidos, Congresso Nacional e governo federal para a manutenção de empregos e empresas no país, principalmente no contexto de pandemia da covid-19.

Últimas