R7 Planalto Senadora Rose de Freitas é alvo de operação da Polícia Federal

Senadora Rose de Freitas é alvo de operação da Polícia Federal

Ação investiga desvios, estimados em R$ 9 milhões por auditoria, na Companhia das Docas do Espírito Santo entre 2015 e 2018

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, senadora Rose de Freitas (MDB-ES)

Na imagem, senadora Rose de Freitas (MDB-ES)

Waldemir Barreto/Agência Senado

A PF (Polícia Federal) deflagrou nesta quarta-feira (12) a operação Corsários, que investiga desvios na Codesa (Companhia das Docas do Espírito Santo) entre os anos de 2015 e 2018.

Um dos alvos é a senadora Rose de Freitas (MDB-ES). O irmão da senadora, Edward Freitas, que atuava na Codesa, foi preso.

A operação tem o objetivo de investigar a atuação de organização criminosa, que direcionou certames e desviou recursos públicos dos contratos firmados com as prestadoras de serviços. Auditoria realizada estima que somente em dois anos o grupo pode ter desviado cerca de R$ 9 milhões.

De acordo com a PF, foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão em residências e empresas nos municípios de Vitória, Cariacica e Serra, no Espírito Santo, e em Brasília, o sequestro de bens e valores.

Os mandados de prisão temporária e busca e apreensão foram expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em razão do indício de envolvimento de pessoa com prerrogativa de foro.

Em nota, a senadora conta que foi supreendida pelo mandado de busca e apreensão, que desconhece as razões para o pedido e afirma "não ter cometido qualquer ato ilícito ao longo dos oito mandatos exercidos na vida pública".

"Não cederei a pressões de qualquer natureza, venham de onde vierem. Providências legais cabíveis estão sendo tomadas para que os fatos sejam devidamente esclarecidos e apurados. Sempre exerci com coragem, ética e dedicado trabalho os mandatos que honradamente recebi do povo do Espírito Santo", acrescentou.

Últimas