CPI da Covid

R7 Planalto Senadores da CPI da Pandemia deixam cargos em outras comissões

Senadores da CPI da Pandemia deixam cargos em outras comissões

São eles: Eduardo Braga (MDB-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Otto Alencar (PSD-BA). Debandada ocorreu nesta terça-feira (27)

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, primeiro encontro da CPI da Pandemia

Na imagem, primeiro encontro da CPI da Pandemia

Jefferson Rudy / Agência Senado / 27.04.2021

Senadores que compõem a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pandemia anunciaram nesta terça-feira (27) que deixaram seus cargos em outros colegiados da Casa.

Ciro Nogueira (PP-PI), senador aliado do presidente Jair Bolsonaro, tentou obstruir os trabalhos no início da reunião de instalação da comissão, que elegeu Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para presidente e vice-presidente, respectivamente.

Nogueira argumentou que há membros da comissão da Pandemia que participam de outras CPIs no Senado, o que é proibido pelo regimento interno.

Na sequência, os senadores Eduardo Braga (MDB-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Otto Alencar (PSD-BA) informaram que já haviam protocolado pedido para sair da composição das comissões da Fake News e da Chapecoense, respectivamente. O senador Jorginho Mello (PL-SC) também saiu do colegiado que participava.

Durante a sessão, no entanto, Ciro, que é titular na CPI das Fake News, não informou se havia também solicitado a retirada de sua participação da comissão.

Últimas