Reforma da Previdência
R7 Planalto Tabata Amaral diz que seu voto a favor da reforma não foi vendido

Tabata Amaral diz que seu voto a favor da reforma não foi vendido

Deputada, que é ameaçada de expulsão pelo PDT por votar a favor da nova Previdência, diz que baseou decisão em 'tudo o que estudou até aqui'

A deputada Tabata Amaral virou assunto nesta quarta (10) por seu voto

A deputada Tabata Amaral virou assunto nesta quarta (10) por seu voto

Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Em meio à polêmica que colocou seu nome entre os assuntos mais comentados do Brasil no Twitter, a deputada Tabata Amaral (PDT-SP) divulgou um vídeo defendendo sua posição a favor da reforma da Previdência.

Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Segundo ela, seu "voto pela reforma da previdência é um voto de consciência, não é um voto vendido, não é um voto por dinheiro de emendas. É um voto que segue as minhas convicções e tudo o que estudei até aqui".

Sobre o fato de ser muito criticada por seus partidários e até mesmo eleitores mais à esquerda do espectro, a deputada se defende:

— Ser de esquerda não pode significar que a gente vai ser contra um projeto que, de fato, pode tornar o Brasil mais inclusivo e mais desenvolvido. Ao tomar esta decisão eu olho para o futuro do país, não para o próximo processo eleitoral.

Mas ela ainda se coloca contrária ao governo de Jair Bolsonaro:

— A reforma que hoje votamos, não pertence mais ao governo, ela sofreu diversas alterações feitas por este mesmo congresso e o sim que eu digo à reforma não é um sim ao governo e também não é um não a decisões partidárias.

Na noite da última terça-feira (9), Tabata foi ameaçada de expulsão por seu partido, caso fosse contrária à orientação dada pelo PDT. Por conta disto, a deputada, sexta mais votada no estado de São Paulo, com 264.450 votos, em 2018, encerra dizendo que é preciso ter coragem para tomar a decisão que tomou:

— Em um momento como este, a gente que olhar para o futuro do país, a gente tem que ter coragem de olhar de frente para os problemas e saber tomar as decisões, mesmo que seja doloros.

Veja abaixo o vídeo na íntegra: