Toffoli defende o Judiciário e pede "paz institucional" após ataques

"Precisamos de paz institucional, prudência e união", diz o presidente do STF em ato em defesa da democracia e do Judiciário 

Toffoli defende o Judiciário e pede "paz institucional"

Toffoli defende o Judiciário e pede "paz institucional"

Fellipe Sampaio /SCO/STF 21/05/2020

O presidente do STF, Dias Toffoli, participou nesta segunda-feira (8) do evento virtual de lançamento do Ato em Defesa da Democracia e do Judiciário. Foi a primeira fala do ministro após quinze dias de licença médica.

Toffoli defendeu o Poder Judiciário, que vem sendo alvo de protestos que pedem o fechamento do STF. 

"Atentar contra o Poder Judiciário, contra o Supremo Tribunal Federal ou contra os seus ministros individualmente é atentar contra a própria democracia. Defender o Poder Judiciário é defender a democracia (...) Vai demitir 11 ministros do STF e colocar o que como solução? Isto não está dentro da nossa carta democrática". 

O ministro pediu "paz institucional, prudência e união" e disse que não há espaço para confrontos. 

"Quanto aos confrontos, devemos dizer que não há espaço para eles em um momento tão difícil. Não podemos radicalizar diferenças a ponto de inviabilizar o diálogo. Devemos buscar o entendimento a fim de trilhar o caminho da pacificação social".