R7 Planalto Twitter suspende perfis suspeitos e políticos perdem seguidores

Twitter suspende perfis suspeitos e políticos perdem seguidores

Rede social suspende perfis que podem não ser de pessoas reais e políticos perdem milhares de seguidores 

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Twitter suspende perfis suspeitos e políticos perdem seguidores

Twitter suspende perfis suspeitos e políticos perdem seguidores

Pixabay

Políticos, em sua maioria ligados ao presidente Jair Bolsonaro, reclamaram nesta segunda-feira (14) de perda de milhares de seguidores na rede social Twitter. Alguns sugerem algum tipo de censura, ou perseguição. Mas, procurada, a empresa disse que de tempos em tempos suspende perfis suspeitos de não serem operados por pessoas e durante a suspensão eles deixam de entrar na contagem de seguidores. 

"Com o objetivo de proteger a integridade e a legitimidade de conversas em seu serviço, o Twitter regularmente solicita que contas com comportamentos suspeitos em todo o mundo confirmem detalhes como senha ou número de celular, comprovando que existe uma pessoa por trás delas. Até que cumpram essa etapa de confirmação, as contas ficam temporariamente desabilitadas, com funcionalidades limitadas, e deixam de entrar no cálculo para contagem de seguidores. Isso significa que esse número pode oscilar quando fazemos essas checagens regulares globalmente".

Reclamaram publicamente da perda de seguidores os irmãos Arthur e Abraham Weintraub, que já foram assessor e ministro de Bolsonaro, respectivamente. Os deputados Alê Silva (PSL-MG) e Carlos Jordy (PSL-RJ) também disseram ter perdido seguidores. O senador José Medeiros, vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, também reclamou de perda de seguidores. 

Últimas