Veja quem são os cotados para assumir o ministério da Saúde

Saída de Nelson Teich pegou o Planalto de surpresa e nome do substituto, portanto, não deve sair nesta sexta-feira 

Eduardo Pazuello é número dois da pasta e assume interinamente

Eduardo Pazuello é número dois da pasta e assume interinamente

Valter Campanato/Agência Brasil

A saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde nesta sexta-feira (15) surpreendeu o presidente Bolsonaro e ministros militares do Planalto. Por esse motivo, o nome do substituto não deve sair hoje, mas já há cotados. Veja abaixo: 

Eduardo Pazuello

O general Eduardo Pazuello é o secretário-executivo da gestão Teich do Ministério da Saúde e assume interinamente a pasta. Há convite para que assuma de forma definitiva. Pazuello já vinha acompanhando de perto as ações no combate à covid-19, como os planos de ação para as diferentes regiões do País.  Foi comandante da 12ª Região Militar da Amazônia e coordenou a Operação Acolhida, na fronteira do Brasil com a Venezuela em Roraima.

Antonio Barra 

Diretor da Anvisa, Antonio Barra, é médico e entusiasta da cloroquina

Diretor da Anvisa, Antonio Barra, é médico e entusiasta da cloroquina

Leopoldo Silva/Agência Senado

O diretor-presidente da Anvisa, almirante Antonio Barra Torres, também foi cotado para substituir Mandetta. É bem avaliado por Bolsonaro no comando da Anvisa e entusiasta dos resultados do uso da cloroquina em pacientes com covid-19. É cirurgião-vascular e foi diretor do Centro de Perícias Médicas da Marinha e do Centro Médico Assistencial da Marinha.

Nise Hitomi Yamaguchi 

Nise Yamaguchi é consultora de Bolsonaro do uso da cloroquina

Nise Yamaguchi é consultora de Bolsonaro do uso da cloroquina

Flávio Florido/Folhapress

A imunologista já era cotada a assumir a pasta na saída de Luiz Henrique Mandetta e nesta sexta (15) voltou a ter o nome cogitado por ter passado boa parte desta manhã no terceiro andar do Palácio do Planalto. Ela é consultora do presidente Jair Bolsonaro sobre o hidroxicloroquina e da azitromicina no tratamento a pacientes com covid-19. 

Osmar Terra

O ex-ministro Osmar Terra ainda está na lista de cotados

O ex-ministro Osmar Terra ainda está na lista de cotados

Marcos Corrêa/Presidência da República - 3.1.2019

Outro cotado para assumir a pasta desde a saída de Mandetta, permanece na lista de Bolsonaro. Foi demitido do ministério da Cidadania, em movimento de Bolsonaro para colocar Braga Netto na Casa Civil, transferindo Onyx Lorenzoni para a Cidadania. É médico de saúde perinatal, com mestrado em neurociência. Foi superintendente do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps), de 1986 a 1988, e secretário do Saúde do Rio Grande do Sul, de 2003 a 2010.