Votação da PEC da 2ª instância fica pra semana que vem

Comissão tem 108 inscritos para falar e Congresso não terá sessões a partir de amanhã em função da Cúpula dos BRICS

Votação da PEC da 2ª instância ficará para semana que vem

Votação da PEC da 2ª instância ficará para semana que vem

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Com 108 inscritos para falar, a, CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) não irá votar nesta semana a PEC da prisão após condenação em segunda instância. Pelo acordo costurado para reduzir obstruções da oposição, membros da Comissão têm 15 minutos para falar e não membros, 10. Com isso, a discussão levará mais de vinte horas. 

Pelo regimento da Câmara, as comissões podem ter sessões até a Ordem do Dia do Plenário. Não havendo quórum no plenário da Câmara, discursos na CCJ vão se estender até que sejam esgotadas os tempos das falas dos inscritos. Como não haverá sessões no Congresso a partir de amanhã (13) em função da Cúpula dos BRICS em Brasília e do feriado, a votação ficará para a próxima semana. 

O autor da PEC, Alex Manente (Cidadania-SP), falou da expectativa de aprovar a admissibilidade na semana que vem. 

— O resultado de hoje mostrou que temos 38 votos na CCJ o que permite a aprovação. Nós vamos esgotar hoje todo o debate para poder deixar pronta para a votação para termos na próxima sessão a admissibilidade da PEC.