Refletindo Sobre a Notícia por Ana Carolina Cury Ator de 80 anos revela que precisa de terapia para lidar com trauma de infância

Ator de 80 anos revela que precisa de terapia para lidar com trauma de infância

Patrick Stewart, conhecido por fazer o papel de Charles Xavier em 'X-Men', detalhou como violência doméstica o influenciou

Em entrevista divulgada pelo site Telegraph, o ator Patrick Stewart, de 80 anos, revelou que ainda faz terapia para buscar vencer os traumas causados pela violência doméstica que ele testemunhou na sua casa quando era criança.

"Eu e meu irmão nos tornamos especialistas em saber quando, durante uma briga entre nossos pais, era o momento em que tínhamos de nos colocar entre eles. Crianças não deveriam ter que se tornar especialistas nisso. Hoje tenho 80 anos e ainda faço terapia. Considero que ainda estou me encontrando."

O ator, que ficou conhecido por interpretar Charles Xavier em 'X-Men' e o comandante Picard na série 'Star Trek', detalhou que os abusos do pai, que era um veterano de guerra e tinha transtorno de estresse pós-traumático, contra a mãe fizeram com que ele tivesse dificuldade para lidar com seus próprios sentimentos.

“Sempre tive receio de me tornar violento como meu pai. Me recordo que quando meu filho, que ficou muito mais alto do que eu, discutia comigo sobre alguma coisa, tinha que suprimir toda a ira que sentia”, acrescentou.

Aos 80 anos, o ator Patrick Stewart revela que ainda não conseguiu superar o trauma de ter visto o pai agredir a própria mãe

Aos 80 anos, o ator Patrick Stewart revela que ainda não conseguiu superar o trauma de ter visto o pai agredir a própria mãe

Steve Forrest / Telegraph

O conflito que Patrick Stewart vivencia, infelizmente, é apenas um dos muitos malefícios que as crianças podem ter quando são expostas em um ambiente de brigas conjugais.

O número de jovens que apresentam problemas emocionais aumenta ano a ano. Segundo dados do Ministério da Saúde, houve uma elevação de 52% dos casos de depressão em adolescentes e adultos na faixa etária de 15 a 29 anos entre 2015 e 2018. Isso sem falar da taxa de suicídio em crianças de 10 a 14 anos que nos últimos 15 anos aumentou 200%.

Esses dados mostram que é preciso olhar com mais atenção e cautela para o ambiente onde as crianças estão crescendo.

Impacto na vida adulta

Tenho amigos que já me contaram que as brigas constantes dos pais impactaram muito em suas emoções, a ponto de eles deixarem de acreditar no amor e no casamento.

O fato é que a ausência de uma estrutura familiar está entre os principais motivos que corroboram para esses tristes resultados. Isso acontece porque a família é o primeiro vínculo social do indivíduo e, segundo psicólogos, a criança guarda no inconsciente as relações mais importantes. Então, se ela tiver uma estrutura disfuncional, automaticamente, aumentará a chance de reproduzir os comportamentos que vivenciou em outras relações e de desenvolver transtornos emocionais.

Não fale, seja

Nada tem mais impacto na criação dos filhos do que o comportamento dos pais. Por isso, se faz necessário refletir que exemplo de pai ou de mãe você tem sido.

Porque, a maneira que você trata seu cônjuge, por exemplo, poderá refletir na forma como seu filho lidará com o futuro parceiro.  E não apenas isso, outros tipos de comportamentos influenciam.

Se você mente, é desorganizado, ausente, indiferente... Tudo isso impacta diretamente na formação dele ou dela.  Não adianta falar para o seu filho não fumar e viver com um cigarro na boca, não adianta pedir para ele ser pontual se você sempre se atrasa nos compromissos...

Pais e mães são as principais referências dos filhos na infância

Pais e mães são as principais referências dos filhos na infância

Reprodução/A Mente é Maravilhosa

É preciso que os pais se conscientizem de que os exemplos valem mais do que os conselhos.

Agora, se você foi vítima quando criança de maus exemplos, não precisa viver refém deles, mas pode criar a consciência de que pode fazer diferente, se quiser e se reconhecer isso.

Então, não importa se você não teve uma boa criação ou bons exemplos na infância. O que importa é o que você fará daqui para a frente: repetirá os erros que seus pais cometeram no passado ou agirá de forma distinta?

A semeadura e colheita dependem das suas atitudes. Você é o único responsável por suas decisões.

Enfrentar a verdade, liberta. E, enquanto houver vida, não é tarde para fazer isso.

Últimas