Em cena emocionante, garoto de 5 anos com paralisia cruza ginásio

Evolução de Hudson surpreendeu os pais que ficaram muito felizes com a reação da turma da escola

O âncora esportivo de Dallas, Pat Doney, do canal NBS, postou este mês em suas redes sociais um vídeo emocionante onde seu filho, Hudson, de apenas 5 anos, que tem paralisia cerebral, tenta atravessar o ginásio da escola.

Na cena, crianças do jardim da infância fazem coro para que ele consiga cruzar a quadra. Assista:


Doney e sua esposa, Sheleena, adotaram Hudson ainda recém-nascido. Eles já sabiam que, por conta da paralisia cerebral, o menino enfrentaria desafios. Só que os avanços dele têm surpreendido os pais.  

Os colegas foram muito solidários, incentivando para que os pais e Hudson acreditem na superação. "Nosso filho caminhando na aula de educação física de hoje. O incentivo dos colegas de classe foi incrível", afirmou o âncora em seu post.

Do que você tem reclamado?

Essa história nos traz uma reflexão importante sobre como conseguir superar as dificuldades que aparecem no caminho da vida, porque todos nós enfrentamos lutas. Há quem tenha muitos problemas, às vezes viva na miséria, mas tenha paz para batalhar pela mudança. Ao mesmo tempo, há quem tenha milhões na conta bancária, mas, viva triste, com depressão.

Em cena emocionante, amigos torcem para que Hudson, de 5 anos, consiga cruzar a quadra

Em cena emocionante, amigos torcem para que Hudson, de 5 anos, consiga cruzar a quadra

Reprodução / Twitter

Mais importante do que o tamanho do problema, é a maneira como se enfrenta ele. Precisamos aprender a olhar para vida de forma positiva. A pessoa que não consegue ser grata sempre será amargurada ou deprimida, porque não reconhece nada de bom em sua vida. Por mais que ela consiga algo que almeja, não terá prazer naquilo, porque a satisfação não vem de coisas, mas sim do nosso interior, independentemente do que acontece ao redor.

Então, se você acordou triste hoje por algum motivo, lembre-se de tantas outras razões que você tem para agradecer. Em meio a correria, nos esquecemos de algo precioso: reconhecer a dádiva da vida.

O fato de poder acordar, os dentes escovar e apenas respirar são presentes que, na maioria das vezes, as pessoas só dão valor quando perdem.

Você já parou para pensar que, agora mesmo, o sonho de uma pessoa doente é poder respirar sem aparelhos, ir ao banheiro sem equipamentos, poder comer sem sondas...? 

Lembre-se de agradecer

Estamos sempre nessa loucura: horário para acordar, prazos para cumprir, casa para cuidar, filhos para educar e ainda encontrar tempo para dormir. Será que nessa correria observamos os milagres que acontecem todos os dias? Ou será que vivemos lamentando os nossos problemas?

Viver exige resiliência. Os problemas pedem coragem. As dúvidas, decisão. Quando se entende isso, paramos de dar valor às futilidades, prestamos mais atenção em quem amamos e abandonamos tudo aquilo que é vazio e ilusório.

Faltam poucos dias para o ano de 2020 acabar. Quais são as suas metas para o próximo ano?

Minha sugestão é: Faça das adversidades e dos desafios de 2021 um trampolim para o sucesso. Não desista, lute que a vitória será garantida.

Últimas