Em tempos de globalismo, resgatar o patriotismo é fundamental

Rodrigo Constantino destaca nesta coluna que os liberais modernos se classificam a cidadãos do mundo, uma visão cosmopolita que rejeita o conceito de nação como algo relevante. O globalismo atenta contra a soberania nacional. Porém, o sentimento de pertencer a um lar ou a saudade de casa sempre existiu. A busca pela sensação de conforto e segurança, só quando estamos em casa, parece ser algo natural a nós seres humanos. Em doses certas, produz um patriotismo saudável.