Universo Africa Ilha do Mussulo: água cristalina e uma paisagem de encher os olhos

Ilha do Mussulo: água cristalina e uma paisagem de encher os olhos

Para quem gosta de praia e tranquilidade, o passeio até a ilha é destino obrigatório

Além de boa comida, o restaurante oferece uma bela vista

Além de boa comida, o restaurante oferece uma bela vista

Eram nove da manhã quando saí de casa. Em meia hora estava no embarcadouro do Mussulo. Do local, saem inúmeros barcos e lanchas para cada ponto da ilha, seja ele um resort ou moradia. Eu escolhi um hotel. Para quem vai passar o final de semana na ilha, o estacionamento é grátis, em um local privado. Quem vai pela manhã e retorna à noite, há um estacionamento bem em frente a saída dos barcos, nem tão discreto e pago. Como fui apenas passar o dia, foi nesse em que deixei o carro.

Logo na chegada, me chamou a atenção o número de comerciantes que aguardam a chegada de turistas para conseguir vender algo e assim garantir o sustento. Ali, há uma grande mistura entre pessoas vendendo, comprando, turistas e moradores da região. Perguntei sobre o embarque para quem iria para o hotel e fui surpreendido por uma sala vip. Até a chegada da lancha, fiquei aguardando com todo o conforto em uma sala climatizada. Minutos depois, fui informado que a lancha estava pronta para ir até o mussulo.

O trajeto durou cerca de dez minutos. Água calma, limpa e uma paisagem de encher os olhos. Logo cheguei ao pier e pude avistar a estrutura do hotel. Algo muito organizado. Na parte dos fundos, as cabanas e prédios para hóspedes, além de piscinas. Mais próximo ao mar, os locais para pegar sol e o restaurante. Banheiros e vestiários limpos e um atendimento muito bom.

No local, encontrei um "pedaço de mar" exclusivo para o hotel. Praticamente nenhum morador passava por ali, exceto alguma senhoras vendendo artesanato. Depois de aproveitar a calmaria da praia, fui ao restaurante. Boa comida e a um preço acessível, claro levando-se em conta os padrões angolanos, onde a alimentação geralmente é bastante cara. No cardápio, uma boa variedade de frutos do mar, a especialidade da casa.

Depois de alimentado, experimentei o banho no mar. Admito que me lembrou um pouco Santa Catarina, água calma, limpa e com boa temperatura. Como o que é bom dura pouco, por volta das seis da tarde sai a última lancha de volta para o embarcadouro. Saí de lá acompanhado de quatro famílias que também haviam aproveitado o dia de sol para descansar e aproveitar a ilha do Mussulo.

Com certeza, um passeio que indico a quem for visitar Luanda.

Em breve mais impressões de um brasileiro em Angola.

Vamos em frente...

Uma boa alternativa para quem não gosta de ficar no sol

Uma boa alternativa para quem não gosta de ficar no sol

Divulgação
Pier na chegada a Ilha do Mussulo

Pier na chegada a Ilha do Mussulo

Divulgação
    Access log