Preconceito dos pais explica baixa adesão à vacinação contra HPV, diz ginecologista

O Ministério da Saúde ampliou a vacinação contra o HPV para homens e mulheres de 15 a 26 anos pelo SUS. Antes dessa medida, o governo não chegou nem perto de atingir a meta de vacinação para o público-alvo, crianças e adolescentes de 9 a 15 anos de idade. Para o ginecologista Patrick Bellelis, o problema está no preconceito dos pais, que não vacinam seus filhos porque acreditam que estariam estimulando a vida sexual precoce. "Não tem nada a ver com isso", garante Patrick, convidado do Link desta segunda (21). Veja!

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Fique Conectado

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log