Rio de Janeiro Alerj recebe projeto que propõe dar nome de Henry a escola 

Alerj recebe projeto que propõe dar nome de Henry a escola 

Proposta foi protocolada pela deputada Delegada Martha Rocha (PDT) na terça-feira (27)

A Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) recebeu um projeto de lei que tem como objetivo dar o nome de Henry Borel a uma escola da rede estadual do Rio de Janeiro.

Menino Henry tinha 4 anos

Menino Henry tinha 4 anos

Reprodução/ Record TV

A proposta foi protocolada pela deputada Delegada Martha Rocha (PDT) na terça-feira (27).

Na justificativa, a parlamentar explicou que a homenagem é uma forma de lembrar que tragédias como o caso de Henry, "uma criança cheia de vida que teve ceifada de forma prematura", jamais devem acontecer na sociedade. 

Caso a proposta seja aprovada, o Poder Executivo poderá escolher a unidade de educação que vai levar o nome de Henry.

O menino morreu no dia 8 de março, antes de dar entrada em um hospital particular na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. A investigação do caso levou à prisão a mãe da criança Monique Medeiros e o padrasto, o vereador Dr. Jairinho. A Polícia Civil continua o trabalho para concluir o inquérito, mas já revelou que o padrasto agredia o menino e que a mãe tinha conhecimento da situação. O casal deve ser indiciado por homicídio duplamente qualificado, com emprego de tortura e sem chance de defesa para a vítima.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas