Tragédia no Flamengo
Rio de Janeiro Após tragédia, Defesa Civil interdita parcialmente CT do Flamengo

Após tragédia, Defesa Civil interdita parcialmente CT do Flamengo

Segundo o órgão municipal, isolamento foi feito na área dos seis contêiners onde funcionavam os alojamentos destruídos pelo fogo nesta manhã

Incêndio Flamengo

Tragédia deixou 10 mortos e três feridos no Ninho do Urubu

Tragédia deixou 10 mortos e três feridos no Ninho do Urubu

PH Rosa/R7 - 8.2.2019

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública), interditou parcialmente o Centro de Treinamento do Flamengo em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (8), após um incêndio atingir as instalações da categoria de base e deixar ao menos 10 mortos e três feridos.

Segundo o órgão, o isolamento foi feito somente na área dos seis contêiners onde funcionavam os alojamentos destruídos pelo fogo nesta manhã.

Sobrevivente de incêndio no CT do Flamengo ainda corre risco de morte

A assessoria do Corpo de Bombeiros confirmou que o CT, conhecido como Ninho do Urubu, não tinha o laudo de aprovação da corporação. De acordo com informações preliminares, um curto-circuito em um ar condicionado por ter provocado a tragédia.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, determinou uma "investigação minuciosa" das causas do incêndio. Um inquérito foi aberto na 42ª DP (Recreio) para investigar o caso. A Polícia Civil informou que peritos estão no local e testemunhas serão ouvidas.

O vice-governador, Cláudio Castro, e o secretário de Esportes, Felipe Bornier, estão no local para acompanhar os trabalhos das equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Defesa Civil. Técnicos da Light, empresa responsável pelo abastecimento de energia elétrica no Rio, também foram ao CT.

Já o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, colocou os hospitais municipais à disposição do clube para atender os feridos.

undefined

undefined

Arte/R7