Ato em Copacabana homenageia os quase 100 mil mortos por covid-19

Manifestantes fixaram nas areias cem cruzes acompanhadas de mil balões de gás vermelhos, que serão soltos para simbolizar as vidas perdidas

Ato homenageia mortos por covid-19 no país

Ato homenageia mortos por covid-19 no país

Ricardo Moraes/Reuters - 08.08.2020

Um ato da ONG Rio de Paz na praia de Copacabana, zona sul do Rio, na manhã deste sábado (8), homenageia os quase 100 mil mortos por covid-19 no Brasil.

Os manifestantes fixaram nas areias cem cruzes acompanhadas de mil balões de gás vermelhos biodegradáveis, que serão soltos às 11h para simbolizar as vidas que se foram em meio à pandemia.

Um dos presentes no ato é o taxista Márcio Antônio do Nascimento Silva, que perdeu o filho com a doença. Na última manifestação da ONG, em junho, Marco Antônio foi o responsável por recolocar as cruzes vandalizadas por um homem contrário ao protesto. 

O presidente do Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, disse que o ato tem como objetivo questionar a forma como o poder público tem conduzido a administração da crise sanitária.

"Poder público e sociedade precisam responder a uma questão para a qual nos remetem as 100 mil mortes por coronavírus: por que somos o segundo país em número de mortos? Da resposta racional, isenta e honesta a essa pergunta dependem as mudanças pelas quais o Brasil precisa passar a fim de vivermos num país no qual a santidade da vida humana seja respeitada", afirmou Antônio Carlos Costa.