Rio de Janeiro Belo disse em depoimento que não sabia o local do show no Rio

Belo disse em depoimento que não sabia o local do show no Rio

O cantor contou que não teve acesso a camarim, chegou ao local e foi direto para o palco, por volta de 4h da manhã

  • Rio de Janeiro | Raíza Chaves, do R7*, com Felipe Batista, da Record TV Rio

Cantor foi solta nesta quinta-feira (18) no Rio

Cantor foi solta nesta quinta-feira (18) no Rio

AgNews

Em depoimento nesta quarta-feira (17) na DCOD (Delegacia de Combate às Drogas ), na Cidade da Polícia, o cantor disse que não sabia da localização do evento no Complexo da Maré até chegar no local. 

Segundo informações da Record TV Rio, Belo contou que não teve acesso a camarim, chegou ao local e foi direto para o palco, por volta de 4h da manhã.

O cantor ainda acrescentou que não teve contato com ninguém armado, inclusive com o chefe do tráfico local.

Belo recebeu R$ 65 mil pelo show e de acordo com o documento apresentado pela defesa, em uma das cláusulas consta o valor recebido pelo cantor em cinco vezes.

Prisão

O cantor Belo deixou a Polinter às 11h20 desta quinta-feira (18) e não falou com a imprensa, após ser preso ontem (17) por aglomeração durante o show que aconteceu no último sábado (13) no Complexo da Maré, na zona norte do Rio.

Na operação, chamada de "É o que eu mereço", foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e cinco de busca em apreensão. Além do cantor, dois sócios da produtora responsável pelo evento também foram detidos. Segundo informações da RecordTV Rio, o quarto mandado é contra um traficante da comunidade Parque União.

A polícia ainda apura a invasão ao colégio público onde foi realizada a apresentação, sem a autorização da Secretaria estadual de Educação. Nas imagens, as salas de aulas foram utilizadas como camarotes no evento.

Além das prisões, a Justiça também decretou a suspensão das atividades da sociedade empresária Série Gold, bem como o bloqueio das contas bancárias dos investigados, até que se apure os prejuízos causados pela conduta criminosa.

*Sob supervisão de PH Rosa

Últimas