Morte de Marielle Franco
Rio de Janeiro Caso Marielle: carro suspeito de participar de crime é apreendido

Caso Marielle: carro suspeito de participar de crime é apreendido

Veículo foi localizado em Ubá, em Minas Gerais, após policiais do Rio de Janeiro receberem uma denúncia anônima

Carro suspeito Marielle Franco

Policiais chegaram ao carro por denúncia anônima

Policiais chegaram ao carro por denúncia anônima

Web TV Minas

A Polícia Civil apreendeu na madrugada deste domingo (18) em Ubá, na Zona da Mata de Minas Gerais, um carro suspeito de ter sido usado na execução da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes. A cidade está a 300 quilômetros do Rio de Janeiro, onde o crime ocorreu, e a 280 de Belo Horizonte.

Trata-se de um Renault Logan, cor cinza, com placas da capital fluminense. Os policiais de Minas Gerais aguardam uma equipe da Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro para perícia no veículo.

Veja também: 'Como vamos resistir?', diz morador da Maré após morte de Marielle

Os policiais mineiros chegaram até o Logan após serem acionados pelos colegas do Rio de Janeiro, que receberam uma denúncia anônima de onde o veículo fora estacionado. Em princípio, acredita-se que o carro tenha sido abandonado em Ubá na quinta-feira passada (15), um dia depois do assassinato da vereadora.

Veja também: Com mais de 2.000 fake news sobre Marielle, partido prepara processos

Marielle e Ânderson foram executados na noite de quarta-feira, cerca de 15 minutos após a parlamentar deixar um evento na Lapa. A Polícia Civil do Rio de Janeiro acredita que dois carros foram usados nos homicídios. O outro seria um Cobalt.