Cidade Alerta RJ Operação da Polícia Federal prende assessores de deputados

Operação da Polícia Federal prende assessores de deputados

Procuradores do MPF (Ministério Público Federal) afirmaram nesta quinta-feira (8) que o esquema de pagamento de propinas na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), que levou hoje à prisão de dez deputados estaduais, movimentou R$ 54,5 milhões em quatro anos, com pagamentos mensais aos parlamentares que iam de R$ 20 mil a R$ 900 mil. Segundo as investigações, o dinheiro usado para a compra de votos, loteamento de cargos e mão de obra terceirizada também favoreceu assessores, auxiliares e funcionários públicos.

    Access log