Rio de Janeiro Construção irregular da milícia é demolida na zona oeste do Rio

Construção irregular da milícia é demolida na zona oeste do Rio

Sem autorização do poder público, condomínio estava sendo construído em área da Mata Atlântica

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola do R7*

Uma construção irregular da milícia, próxima ao Parque Estadual da Pedra Branca, em Campo Grande, na zona oeste do Rio, foi demolida nesta quinta-feira (13). 

Construção irregular foi demolida em Campo Grande

Construção irregular foi demolida em Campo Grande

Divulgação/Prefeitura Rio

Segundo a Prefeitura do Rio, o condomínio estava sendo construído na encosta do morro do Cabuçu, acesso ao Monte das Oliveiras, em uma área da Mata Atlântica, sujeito a deslizamentos de terra.

Os moradores da rua Fernão de Magalhães denunciaram que as intervenções irregulares começaram em 2019. A construção não tinha licença ou autorização do poder público.

A SMAC (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) notificou os loteadores para demolirem as estruturas de uma guarita e de uma casa. Os lotes eram negociados com valores a partir de R$ 40 mil.

O Parque Estadual da Pedra Branca foi criado em 1974 para preservar a área verde e é uma das maiores florestas urbanas do mundo, com 12.500 hectares de extensão. A região está no entorno de 18 bairros, muitos dominados por traficantes de drogas ou milicianos.

As construções ilegais na área verde impactam no desmatamento de vegetação nativa e no afastamento de animais típicos do bioma, de acordo com as autoridades.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas