Rio de Janeiro Corpo de PM morto acidentalmente por outro policial é enterrado

Corpo de PM morto acidentalmente por outro policial é enterrado

Douglas Rosa da Silva trabalhava em boate na folga da corporação quando foi atingido por disparo acidental feito por outro PM

Corpo de Douglas foi enterrado nesta segunda-feira (7)

Corpo de Douglas foi enterrado nesta segunda-feira (7)

Reprodução/Record TV Rio

O policial que morreu após ser baleado por um colega foi enterrado nesta segunda-feira (7), no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio. Douglas Rosa da Silva foi vítima de um disparo acidental na manhã do sábado (5) em uma boate na Barra da Tijuca, onde trabalhava nas folgas da corporação.

Imagens de câmeras de segurança da casa noturna mostram Douglas pegando uma arma que estava em um cofre na área onde os equipamentos são guardados, colocando-a em uma sacola e passando para um outro PM de folga. De repente, o agente é atingido, e o colega que efetuou o disparo ajuda a socorrê-lo. Douglas chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A Corregedoria da Polícia Militar abriu um inquérito para investigar a morte do agente. O policial que efetuou o disparo vai responder por homicídio culposo — quando não há intenção de matar.

Segundo informações da Record TV Rio, o preso ficou em silêncio na delegacia e não quis explicar o que aconteceu na hora do crime. Ele ficou detido, mas foi liberado após pagar fiança de R$ 5.000.

O caso é investigado pela DPJM (Delegacia Policial Judiciária Militar).

Últimas