Rio de Janeiro Corregedoria vai investigar PMs que estavam em festa com milicianos

Corregedoria vai investigar PMs que estavam em festa com milicianos

Evento foi alvo de operação da Polícia Civil, que interrompeu live do grupo Aglomerou. Inquérito pode resultar na expulsão dos três soldados

  • Rio de Janeiro | Isabela Afonso, do R7*

Ação interrompeu live de pagode do grupo Aglomerou

Ação interrompeu live de pagode do grupo Aglomerou

Reprodução

A Corregedoria da Polícia Militar confirmou nesta terça-feira ter aberto um processo para analisar as condutas dos três soldados que estavam em uma festa com milicianos em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, no último domingo (26). O inquérito pode resultar na expulsão dos PMs.

O evento foi alvo de operação da Polícia Civil com apoio da Core (Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais) e interrompeu a live do grupo de pagode Aglomerou, que acontecia na casa ao lado.

Os militares estavam na festa, portavam armas da corporação. Eles devem prestar depoimento nos próximos dias sobre o caso.

Inicialmente, eles respondem por violação de medidas sanitárias devido à pandemia do novo coronavírus, segundo a Polícia Civil.

A ação

A DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense) obteve informações, por meio do setor de inteligência, que uma festa em Angra dos Reis tinha a presença de homens armados e foragidos da Justiça.

Segundo o delegado Moyses Santana, da DHBF, ao invadir a casa que promovia o evento, uma parte da equipe também entrou na residência ao lado, onde ocorria a live do grupo Aglomerou, deixando os integrantes surpresos e apavorados.

Assista ao vídeo:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas