Coronavírus

Rio de Janeiro Covid-19: Educação do Rio pede liberação de autotestes à Anvisa

Covid-19: Educação do Rio pede liberação de autotestes à Anvisa

Medida tem como objetivo identificar e isolar casos positivos para reduzir interrupções nas unidades escolares

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*

A SME (Secretaria Municipal de Educação) requisitou à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância e Saúde) a disponibilização dos autotestes para a Covid-19 para distribuição nas unidades escolares da capital. O documento protocolado, nesta quinta-feira (13), foi assinado pelo Secretário Municipal de Educação, Renan Ferreirinha.

Divulgação/Prefeitura do Rio

A medida tem como objetivo identificar e isolar os casos positivos para reduzir as interrupções no funcionamento das escolas da rede municipal. A Anvisa é o órgão responsável pela autorização do uso dos autotestes no Brasil.

“Os autotestes são mais uma ferramenta para manter as escolas abertas. Em vez de fechar toda uma turma, poderemos identificar e isolar apenas os infectados com mais facilidade, reduzindo ao máximo as interrupções nas atividades”, disse o secretário.

Em nota, a SME afirmou que a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) endossou o pedido e que os testes também serão distribuídos nas redes de saúde. O secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, também assinou o documento.

A capital fluminense vive um aumento de casos por causa da variante Ômicron. Em 2022, foram confirmados 47.866 casos da doença, dos quais 116 evoluíram para quadros graves. Sete pessoas morreram, segundo dados do Painel Rio COVID-19.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas