Rio de Janeiro Covid-19: RJ inicia distribuição de mais de 300 mil doses das vacinas

Covid-19: RJ inicia distribuição de mais de 300 mil doses das vacinas

Doses serão distribuídas aos 92 municípios fluminenses; lote não é suficiente para vacinação de adolescentes a partir de 17 anos

Calendário foi alterado por falta de doses

Calendário foi alterado por falta de doses

Tânia Rêgo/ Agência Brasil

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) realiza, nesta segunda-feira (23), a entrega de mais uma remessa de vacinas contra a covid-19 aos 92 municípios fluminenses. Serão distribuídas 330.810 doses, sendo 12.500 da Oxford/Astrazeneca para segunda dose (completando a remessa que chegou ao Estado na última sexta-feira (20); 151 mil da Coronavac e 167.310 da Pfizer, ambas para primeira e segunda aplicações do esquema vacinal.

As vacinas Coronavac e Pfizer chegaram à CGA (Coordenação Geral de Armazenagem) da SES, em Niterói, na região metropolitana, na noite deste sábado (21), e o município do Rio fez a retirada de seu carregamento logo em seguida. As doses da Oxford/Astrazeneca foram entregues à CGA pela manhã.

Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí farão as retiradas de seus respectivos lotes na CGA, a partir das 8h, nesta segunda-feira (23). Para os municípios das regiões Norte e Noroeste, a entrega será feita por um helicóptero da SES que decolará do GAM (Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar), em Niterói, às 7h30. Para as demais cidades, as remessas serão distribuídas por vans e caminhões, que saem da CGA a partir das 7h, com escolta da Polícia Militar.

A SVAPS (Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde) vem reforçando rotineiramente a importância de responsáveis técnicos e gestores municipais organizarem suas ações de vacinação, respeitando a destinação das doses para a primeira ou segunda aplicação do esquema vacinal. A SVAPS ressalta que a distribuição do imunizante é feita de forma proporcional e igualitária a todos os municípios.

Vacinação de adolescentes

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) inicia nesta segunda-feira (23) a vacinação contra a covid-19 dos adolescentes com deficiência a partir dos 12 anos.

Pessoas com deficiência devem apresentar laudo da rede pública ou particular; cartões de gratuidade no transporte público; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que indique se tratar de uma pessoa com deficiência.

Estava previsto também o início da vacinação da primeira dose de adolescentes a partir de 17 anos, mas devido à quantidade ainda insuficiente de doses, a vacinação desta faixa etária será iniciada após a chegada de novas remessas de vacinas do Ministério da Saúde.

Nesta segunda (23), também será realizada a imunização de gestantes, puérperas e lactantes menores de 18 anos, preferencialmente no período da tarde, além de pessoas com 25 anos ou mais que ainda não tenham se vacinado.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Thiago Calil

Últimas