Crianças são baleadas na região metropolitana do Rio

Menina de 11 anos foi ferida durante festa de carnaval em Itaboraí; horas depois, menino de 12 foi alvejado em comunidade na Praça Seca

Crianças são baleadas na região metropolitana do Rio

Duas crianças foram baleadas na região metropolitana do Rio nas últimas horas. A primeira vítima foi Júlia Cabral dos Santos, de 11 anos, alvejada durante uma festa de Carnaval na noite desta terça-feira (13) em Itaboraí. Já na zona oeste da capital, um menino, de 12 anos, foi ferido na comunidade Bateau Mouche, na Praça Seca, na madrugada desta quarta-feira (14).

O adolescente, que não teve o nome divulgado, foi baleado na perna e socorrido para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Segundo a PM, não havia operação policial no momento em que o menino foi atingido. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Campinho (28º DP).

Em Itaboraí, os tiros ocorreram durante uma festa de Carnaval no bairro Apolo II. Além da menina de 11 anos, um homem identificado como Josué da Silva também foi alvejado. Os dois foram socorridos para o Hospital Estadual Alberto Torres, onde passaram por cirurgia. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Itaboraí (71ª DP), Oscar de Sá Alves, equipes da unidade estão fazendo diligências no local do crime e no hospital.

Vítimas no Bateau Mouche

No último domingo (11), morreu a adolescente Evelyn da Silva Coelho, de 15 anos, baleada na cabeça, durante confronto entre milicianos e traficantes na comunidade Bateau Mouche, na Praça Seca.

63% das crianças mortas por bala perdida no Rio moravam em favelas

Rio teve ao menos 44 crianças mortas a tiros nos últimos dez anos

No mesmo dia em que a menina foi alvejada, uma criança, de 7 anos, também foi baleada na mesma comunidade. Luís Miguel Oliveira foi atingido por uma bala perdida enquanto brincava na sala de casa. Ele foi atendido e recebeu alta no mesmo dia.

Crianças baleadas

Na semana passada, no dia 6, duas crianças foram mortas por disparos de arma de fogo na cidade do Rio. Emily Sofia, de 3 anos, foi atingida em uma tentativa de assalto em Anchieta, na zona norte. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Horas depois, Jeremias Moraes da Silva, de 13 anos, foi morto com um tiro no peito durante uma operação policial no Complexo da Maré, também na zona norte da cidade.

Dois dias depois, um menino, de 4 anos, foi baleado em São Gonçalo, região metropolitada do estado, à caminho da igreja. A criança permanece internada em estado grave no Hospital Estadual Alberto Torres.

*Sob supervisão de PH Rosa

    Access log