Caso Henry

Rio de Janeiro Delegado que investiga caso Henry assume Delegacia de Homicídios

Delegado que investiga caso Henry assume Delegacia de Homicídios

Henrique Damasceno também conduziu o caso MC Kevin; delegado era titular da 16ª DP (Barra da Tijuca) e substitui Moisés Santana

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento do R7 *

Delegado Henrique Damasceno

Delegado Henrique Damasceno

Reprodução/ Record TV Rio

O delegado Henrique Damasceno, responsável pela investigação sobre a morte do menino Henry Borel, deixou o comando da 16ª DP (Barra da Tijuca), na zona oeste do Rio de Janeiro, e agora é titular da DHC (Delegacia de Homicídios da Capital).

Damasceno também foi responsável pelas investigações da morte do MC Kevin.

Em nota, a Polícia Civil informou que Damasceno substituiu o delegado Moisés Santana, que foi transferido para 18ª DP (Praça da Bandeira).

Com a mudança, Damasceno passa a ser o quarto delegado a conduzir as investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, assassinatos ocorridos em 2018.

Caso Henry

Em entrevista coletiva à imprensa realizada 4 de maio, o delegado Henrique Damasceno disse que a perícia concluiu que não houve acidente doméstico na morte do menino Henry Borel, de 4 anos, morto no apartamento do casal Dr. Jairinho e Monique Medeiros, padastro e mãe da vítima, no dia 8 de fevereiro.  

“Não há dúvidas de que a causa da morte foi violência”, afirmou o delegado à época.

Em entrevista anterior, no dia 8 de abril, o delegado chegou a afirmar que "não resta a menor dúvida sobre autoria do crime dos dois", se referindo a Dr. Jairinho e Monique Medeiros.

O casal é investigado por homicídio triplamente qualificado no caso, entre outros crimes, e está preso. O engenheiro Leniel Borel, pai de Henry, vai atuar como assistente de acusação no julgamento. Jairinho teve o mandato de vereador cassadoregistro médico interrompido temporiamente.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas