Morte de Marielle Franco
Rio de Janeiro Escola em Guaratiba ganhará nome de vereadora morta no Rio

Escola em Guaratiba ganhará nome de vereadora morta no Rio

Unidade municipal em construção ganhará nome de Marielle Franco; homenagem foi anunciada por Marcelo Crivella no Palácio da Cidade

Escola municipal Marielle Franco

Escola receberá nome de Marielle na zona oeste do Rio

Escola receberá nome de Marielle na zona oeste do Rio

Divulgação/Instagram

A Prefeitura do Rio dará o nome de Marielle Franco a uma escola que será inaugurada nos próximos meses em Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro. O anúncio foi feito por Marcelo Crivella, na manhã desta quinta-feira (15), durante visita a uma unidade municipal.

A parlamentar foi assassinada na noite desta quarta-feira (14) no Estácio, zona norte da cidade. Além da vereadora Marielle Franco, o motorista Anderson Gomes também foi atingido e morreu no local. A principal linha de investigação adotada pela DH/Capital (Divisão de Homicídios) é execução.

O crime repercutiu na imprensa internacional e chocou a população fluminense. Antes de iniciar as visitas nas escolas municipais, Marcelo Crivella pediu um minuto de silêncio em homenagem à vereadora morta.

— Estamos todos horrorizados, todos nós repudiamos o homicídio brutal que sofreu a nossa Marielle Franco. Ela vai ser homenageada pela Prefeitura, vamos dar o nome dela a uma escola que está sendo concluída, em quatro meses vai estar pronta, em Pedra de Guaratiba, mostrando a seus assassinos que eles não foram capazes de apagar o nome dela da História do Rio de Janeiro — afirmou Crivella.

A Prefeitura do Rio decretou luto oficial de três dias pela morte da parlamentar. A escola que terá o nome de Marielle está com cerca de 70% das obras concluídas e abrirá vaga para mais mil alunos na rede pública municipal. Outras três unidades do complexo escolar da Estrada do Magarça, em Pedra de Guaratiba, também passarão por reforma e ficarão como novas.

Investimento em escolas

O evento no Palácio da Cidade tinha por objetivo o anúncio de investimentos de R$ 200 milhões na rede municipal de ensino. Os recursos são oriundos de um empréstimo com a Caixa Econômica Federal, segundo informou a Prefeitura do Rio.

O valor será usado para reformar 128 escolas e construir onze novas unidades. Com o dinheiro, serão compradas também 41 mil peças de conjunto mobiliário (mesas, cadeiras, quadros e outros) e instalados aparelhos de ar-condicionado em 100% das escolas da rede. Também haverá melhorias na rede de internet das escolas.

— Ao longo de 2018, a rede municipal de educação vai dar um salto de qualidade na infra-estrutura das escolas — destacou o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Celso Fonseca