Rio de Janeiro Estações de trem amanhecem fechadas devido ao roubo de cabos 

Estações de trem amanhecem fechadas devido ao roubo de cabos 

Embora a situação tenha sido normalizada no começo da manhã, a empresa ressaltou que milhares de pessoas são prejudicadas por casos como esse

Estações amanhecem fechadas devido ao roubo de cabos 

Furto foi realizado durante a madrugada

Furto foi realizado durante a madrugada

Reprodução/Supervia

Trens da SuperVia tiveram seu funcionamento interrompido por cerca de uma hora e cerca de 2 mil passageiros foram prejudicados nesta segunda-feira (5) devido a um furto de 100 metros de cabos ocorrido durante a madrugada, nas proximidades da estação Campos Elísios.

A circulação no ramal Saracuruna funcionou somente do trecho Central-Gramacho, deixando de realizar o trajeto Gramacho-Saracuruna e também nas extensões Vila Inhomirim e Guapimirim.

Por volta de 6h10, a situação foi normalizada, com os transportes funcionando em seus trajetos normais, que têm início as 5h04.

Em nota, a SuperVia ressaltou que repudia casos como este, que prejudicam milhares de passageiros que dependem do sistema ferroviário em seus deslocamentos. Além disso, afirmou que os passageiros foram avisados a todo momento através dos sistemas de áudio das estações.

Gastos milionários devido ao furto

Em 2017, de acordo com a SuperVia, foram registrados 450 ocorrências envolvendo furtos ou tentativa de furtos desses materiais. Por esse reincidência do crime, a empresa gasta cerca de R$6 milhões por ano com reparos e reposições dos cabos furtados.

*Sob supervisão de PH Rosa

    Access log