Rio de Janeiro Ex-governador Pezão é interrogado na Lava Jato um mês após soltura

Ex-governador Pezão é interrogado na Lava Jato um mês após soltura

PGR (Procuradoria-Geral da República) alega que parlamentar recebeu mais de R$ 25 milhões, em espécie, entre 2007 e 2015 em propina

Ex-governador Pezão

Ex-governador do Rio é interrogado

Ex-governador do Rio é interrogado

Tomaz Silva/Agência Brasil - 20.02.2018

O ex-governardor do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão vai ser interrogado na operação Boca de Lobo, desdobramento da Lava Jato no Estado, nesta terça-feira (14). 

Leia mais: MP-RJ faz vistoria e coleta amostra de água em estação da Cedae

Na segunda-feira (13), o presidente da Alerj prestou depoimento como testemunha de defesa de Pezão. 

Luiz Fernando Pezão foi solto em 11 de dezembro, após o STJ (Superior Tribunal Federal) revogar a sua prisão. Preso desde o dia 29 de novembro de 2018, o ex-governador do Rio de Janeiro cumpre medidas cautelares.

De acordo com as investigações, o parlamentar recebia mesada de R$ 150 mil quando era vice de Cabral, entre 2007 e 2014. O delator ainda detalhou o pagamento de 13º de propina e de bônus ao político.

A PGR (Procuradoria-Geral da República) alega que Pezão recebeu mais de R$ 25 milhões, em espécie, entre 2007 e 2015 em propina.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa