Rio de Janeiro Ex-mulher denuncia ter sido atacada com barra de ferro por policial civil dentro de delegacia

Ex-mulher denuncia ter sido atacada com barra de ferro por policial civil dentro de delegacia

Vítima contou que o crime aconteceu após o término do relacionamento marcado por agressões. Polícia investiga o caso 

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Vanessa Libório, da Record TV

Mulher tem marcas de agressões pelo corpo

Mulher tem marcas de agressões pelo corpo

Record TV

A ex-mulher de um policial civil denunciou ter sido atacada pelo próprio agente com uma barra de ferro dentro da Delegacia de Alcântara, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. 

Em entrevista à Record TV, a vítima contou que foi chamada pelo ex, que é inspetor, para ter uma conversa após o término do relacionamento, segundo ela, marcado por três anos de agressões e ameaças. 

"Começou a dar no meu corpo. Nisso consegui abrir a porta de vidro. Ele veio atrás de mim. E, por mais três vezes, ele bateu", disse a mulher, que tem medo de se identificar. 

A vítima foi socorrida por policiais militares que passavam pelo local na hora, de acordo com a Record TV.  O caso é investigado pela Polícia Civil.

Em nota, a instituição informou que a apuração está em andamento na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de São Gonçalo. Em paralelo, a Corregedoria-Geral de Polícia Civil também instaurou procedimento administrativo disciplinar para apurar a conduta do servidor.

Ontem, outro policial civil, ex-chefe da Deam de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, se tornou réu na Justiça do Rio por agredir a ex-namorada, uma advogada de 29 anos. 

Marcos André de Oliveira dos Santos foi afastado preventivamente do serviço e segue sendo alvo de um processo disciplinar instaurado pela Corregedoria. A defesa de Marcos André ainda não se manifestou. 

Últimas