Greve dos Caminhoneiros

Rio de Janeiro Forças Armadas e polícia escoltam 300 caminhões de alimentos ao Rio

Forças Armadas e polícia escoltam 300 caminhões de alimentos ao Rio

Centrais de abastecimento do Estado sentiram os efeitos da greve dos caminhoneiros com falta de produtos e alta nos preços

  • Rio de Janeiro | Da Agência Brasil

Escoltas da PRF têm garantido o abastecimento nas grandes cidades

Escoltas da PRF têm garantido o abastecimento nas grandes cidades

FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO - 28.05.2018

Uma força-tarefa envolvendo militares, policiais rodoviários federais e policiais militares fizeram uma operação, na madrugada desta terça-feira (29), para escoltar 300 caminhões com alimentos perecíveis. Os produtos saíram da região serrana fluminense para a cidade do Rio de Janeiro.

Os veículos começaram a deixar a serra fluminense a partir da meia-noite e meia. Os caminhões se deslocaram da RJ-130 para vários locais da cidade, principalmente para a unidade de Irajá, das Centrais de Abastecimento (Ceasa) do Estado.

Na última semana, a Ceasa de Irajá, principal central de abastecimento de alimentos da cidade do Rio, sentiu o impacto da paralisação dos caminhoneiros, que reduziu o abastecimento de alimentos e provocou alta de preços de vários produtos. Na segunda-feira (28), 90% das lojas da Ceasa não abriram as portas, devido à falta de alimentos.

Estado de atenção

O município do Rio de Janeiro decidiu continuar hoje em estágio de atenção, apesar do retorno às aulas e da promessa de normalização da circulação dos ônibus. A prefeitura carioca decidiu entrar em estágio de atenção na tarde de sexta-feira (25), devido ao desabastecimento de produtos como combustíveis e alimentos provocado pelo movimento dos caminhoneiros.

Em reunião na segunda (28) no gabinete de gerenciamento de crise da prefeitura, o sindicato das empresas de ônibus do município, o RioÔnibus, informou que os serviços de coletivos convencionais e do BRT (corredor exclusivo de ônibus) funcionarão normalmente já no horário de pico nesta manhã.

As unidades municipais de educação, que não funcionaram ontem, reabrirão normalmente hoje, segundo a prefeitura. Apesar disso, as universidades e escolas federais decidiram manter as atividades suspensas até a próxima semana.

O esquema de transporte de combustíveis entre a Reduc (Refinaria Duque de Caxias) e os postos do Estado, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar e das Forças Armadas, está sendo mantido para tentar regularizar o abastecimento.

Últimas