Caso Henry

Rio de Janeiro Henry: Casal jogou celulares pela janela durante a prisão, diz polícia

Henry: Casal jogou celulares pela janela durante a prisão, diz polícia

Monique Medeiros e Jairinho foram encontrados na casa de um tia em Bangu, endereço que não havia sido informado para delegacia

  • Rio de Janeiro | Laura Rocha, do R7*

A mãe de Henry, Monique Medeiros, e o padrasto, o vereador Dr. Jairinho, tentaram se livrar dos celulares durante a prisão, nesta quinta-feira (8), arremessando os aparelhos pela janela. O casal foi encontrado em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, em endereço distinto do que haviam  informado à polícia. 

Casal é suspeito de homicídio duplamente qualificado

Casal é suspeito de homicídio duplamente qualificado

FotoArena/Estadão Conteúdo - 08.04.2021

No entanto, os policiais conseguiram recolher os atuais aparelhos utilizados por Monique e Jairinho, já que os anteriores foram apreendidos durante uma operação. 

Segundo as autoridades, a reação do casal foi uma tentativa de dispensar esses aparelhos.

Já sobre a localização, a delegada assistente da 16ª DP (Barra da Tijuca), Ana Carolina Medeiros, falou que a polícia tinha conhecimento de dois endereços: a casa dos pais de Monique e a dos pais de Jairinho. Porém, eles foram encontrados na residência de uma tia. Apesar disso, o casal não resistiu aos mandados de prisão.

Por outro lado, a defesa do casal negou que eles estivessem em local não informado.

"Eles sempre estiveram no local onde informaram, ora no endereço dos pais dele, ora na casa dos pais dela, ora na casa da tia. Todos em Bangu, a 50 m de distância um do outro, tanto que a polícia os localizou hoje", declarou o advogado André França Barreto, ressaltando que "não existe qualquer motivo, nada a ser escondido. Não estavam fugindo e não pretendiam fugir".

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, o vereador e a mãe de Henry deram entrada no sistema prisional nesta noite. Monique foi levada ao Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói. Jairinho foi encaminhado para o presídio Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio.

O casal é suspeito de homicídio duplamente qualificado. O menino Henry morreu no último dia 8 de março, após hemorragia interna por lesão no fígado. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas