violência contra a mulher

Rio de Janeiro Homem se entrega após esfaquear ex que pulou de carro no Rio

Homem se entrega após esfaquear ex que pulou de carro no Rio

Ele já havia tentado matá-la e possuía medida protetiva; vítima conseguiu pular de carro em movimento depois de levar golpes

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

O homem que esfaqueou a ex-companheira no último sábado (3) em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, se entregou à Polícia Civil na noite deste domingo (4). Identificado como Felipe Moratti Gomes da Silva, ele já havia sido preso em 2019 por invadir a casa da vítima e tentar enforcá-la. Mesmo com uma medida protetiva em vigor, a jovem de 25 anos continuava sendo perseguida e ameaçada. 

Felipe ameaçava ex-namorada desde fim do namoro

Felipe ameaçava ex-namorada desde fim do namoro

Reprodução/Redes sociais

Enquanto aguardava pelo ônibus para ir ao trabalho, a promotora de vendas Tainá Romão foi rendida pelo criminoso, que a obrigou a entrar no carro e ir para a Cidade de Deus. Quando ela tentou sair do veículo em movimento, Felipe deu, pelo menos, nove golpes contra a vítima.

Naquele dia, o pai de Tainá, Ailton Romão, comemoraria o aniversário em família. "A gente ia fazer uma comemoração do meu aniversário hoje, mas o presente que eu recebi foi que minha filha está viva", afirmou Ailton em entrevista à Record TV Rio.

Os dois já estavam separados há dois anos e, desde então, o homem não aceitava o fim do relacionamento. Eles têm uma filha juntos. 

Depois do ocorrido, Tainá foi socorrida por uma pessoa que passava pelo local e ligou para o pai. Ela foi internada no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas foi transferida para o Hospital Israelita Albert Sabin, na Tijuca. 

A equipe do 18ºBPM (Jacarepaguá) foi acionada e encaminhou o caso para a Delegacia de Atendimento à Mulher do bairro, onde foi feito o registro de ocorrência.

Na unidade de saúde, a jovem passou por um procedimento de drenagem nos pulmões e segue em estado estável.

O agressor, que tem um irmão gêmeo idêntico, se apresentou na 32ª DP (Taquara) e foi preso em flagrante pelo crime de tentativa de feminicídio. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas