Rio de Janeiro Incendiário da Tijuca diz ter sentido prazer em cometer crimes

Incendiário da Tijuca diz ter sentido prazer em cometer crimes

Homem foi preso suspeito de atear fogo em pelo menos 18 veículos; imagens de câmeras de segurança registraram as ações

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

Um homem foi preso por incendiar pelo menos 18 carros nas ruas da Tijuca, na zona norte do Rio.  Ele foi identificado por imagens de câmeras de segurança.

Homem é suspeito de incendiar carros em Todos os Santos

Homem é suspeito de incendiar carros em Todos os Santos

Reprodução/Record TV Rio

De acordo com a polícia, o suspeito, que está em situação de rua, cometia os crimes sozinho e pela madrugada. Além disso, ele escolhia os veículos aleatoriamente e colocava um papelão em chamas próximo ao tanque de combustíveis para iniciar o incêndio.

Rio: Nove suspeitos morrem em confronto com a PM em Quintino

O andarilho foi detido na praça Saens Pena, também na Tijuca, e não resistiu à prisão. Em depoimento, afirmou que sentia prazer em atear fogo nos carros.

“Na verdade, ele tinha uma compulsão em incendiar veículos, após ingerir drogas e consumir bebida alcoólica”, disse o delegado Gabriel Ferrando.

O homem chegou a ser preso no fim de 2020, mas foi solto dias depois e continuou a cometer os crimes. As investigações apontam que somente em janeiro desde ano, ele incendiou três veículos.

Ele também é suspeito de agir no bairro de Todos os Santos. Câmeras de segurança do local flagraram um homem com as mesmas características do Incendiário da Tijuca no momento em que faz uma fogueira próximo a um veículo.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas