Tragédia no Flamengo
Rio de Janeiro Incêndio no Ninho: bombeiros tentam identificar vítimas

Incêndio no Ninho: bombeiros tentam identificar vítimas

Equipes conseguiram controlar o fogo por volta das 7h20. Dez pessoas morreram e outras três pessoas foram resgatadas com vida

Incêndio no Ninho: bombeiros tentam identificar vítimas

Incêndio deixou pelo menos 10 vítimas

Incêndio deixou pelo menos 10 vítimas

Reprodução/ Record TV - 08.02.2019

Equipes do Corpo de Bombeiros fazem uma varredura no centro de treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, em busca de pertences que possam ajudar a identificar as dez vítimas que morreram no incêndio que atingiu o local na manhã desta sexta-feira (8). 

O fogo foi controlado por volta de 7h20. O motivo do incêndio ainda é desconhecido.

Segundo o tenente coronel Douglas Henaut, em princípio não há mais vítimas. Ele disse ainda que o sistema preventivo de combate aos incêndios disponível do centro de treinamento (hidrantes, caixa de incêndio, etc) funcionou perfeitamente.

Pai de atleta do Flamengo relata como filho escapou de incêndio no CT

Além dos mortos, três feridos foram socorridos ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste. Ainda não há informação sobre o quadro de saúde dessas vítimas, mas uma delas estaria em estado grave.

De acordo com a corporação, as chamas atingiram o alojamento dos atletas das categorias de base do clube, adolescentes com idades entre 14 e 17 anos que vêm de outras cidades para treinar no local. A equipe de socorro acredita que os jovens dormiam no momento que o fogo começou.

Clubes e jogadores mandam mensagens de apoio ao Flamengo

O Secretário Estadual de Esportes, Felipe Bornier, informou que o governador Wilson WItzel vai decretar três dias de luto no Rio de Janeiro.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Raphael Hakime