Rio de Janeiro Jovem é atacado por motorista de aplicativo durante corrida no Rio

Jovem é atacado por motorista de aplicativo durante corrida no Rio

Ele foi ferido na barriga com canivete depois de discutir com motorista; estado de saúde é grave

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

Jovem foi ferido por motorista de app

Jovem foi ferido por motorista de app

Reprodução/Redes sociais

Um jovem de 19 anos foi ferido com canivete por um motorista de aplicativo durante a corrida na zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada deste domingo (4). Pedro China de Lima estava acompanhado da namorada, avó e filha quando teria discutido com o suspeito, que o atacou. A polícia procura o homem que  teria feito a agressão.

Segundo informações da avó de Pedro, Kátia Regina Siqueira, o neto e a companheira teria se desentendido e o motorista pediu que eles saíssem do carro. Os dois homens entraram em luta corporal e, depois de familiares que os acompanhavam de motocicleta tentarem separá-los, o motorista o golpeou na barriga.

Pedro teve o fígado atingido e foi socorrido para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, pelo pai e a avó. O estado de saúde dele é grave. 

O motorista conseguiu fugir. Na confusão, duas bolsas com cartões, dinheiros e celulares foram deixadas para trás. O caso está sendo investigado pela 31ª DP (Ricardo de Albuquerque), que procura o agressor pelas informações obtidas pelo aplicativo. 

Procurada pela Record TV Rio, a Uber, empresa na qual o suspeito presta serviço, se posicionou:

A Uber considera inaceitável o uso de violência. Esperamos que motoristas parceiros e usuários não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados.

Este tipo de comportamento configura violação aos termos de uso da plataforma e as contas dos envolvidos foram suspensas, enquanto aguardamos pelas apurações. A empresa está colaborando com as autoridades nas investigações, na forma da lei.

Cabe ainda ressaltar que, em todas as viagens, tanto os motoristas parceiros quanto os usuários estão cobertos por um seguro da Uber para acidentes pessoais.

Como parte do processo de cadastramento para utilizar o aplicativo da Uber, todos os motoristas passam por uma checagem de antecedentes criminais realizada por empresa especializada que, a partir dos documentos fornecidos pelo próprio motorista e com consentimento deste, consulta informações de diversos bancos de dados oficiais e públicos de todo o País em busca de apontamentos criminais, na forma da lei.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas