Rio de Janeiro Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de madrasta suspeita de envenenamento

Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de madrasta suspeita de envenenamento

Filho de Cíntia Mariano Dias publicou carta aberta na qual mantém acusação contra mãe

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*, com Felipe Batista, da Record TV Rio

Cíntia foi presa no último dia 20

Cíntia foi presa no último dia 20

Reprodução/Record TV Rio

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou, nesta segunda-feira (30), a quebra do sigilo telefônico de Cíntia Mariano Dias, suspeita de ter envenenado os dois enteados e causado a morte da jovem Fernanda Cabral, de 22 anos.

De acordo com o delegado Flávio Rodrigues, da 33ª DP (Realengo), a decisão é importante para o prosseguimento das investigações. Segundo ele, os agentes irão verificar conversas de Cíntia, além de seu histórico de navegação pela internet.

Rodrigues afirmou à Record TV Rio que a polícia deve, na próxima semana, analisar também os laudos de exumação do corpo de Fernanda e do conteúdo gástrico do irmão dela, Bruno, que também passou por atendimento hospitalar após ingerir comida feita pela madrasta.

Nesta manhã, o filho de Cíntia, Lucas Mariano, publicou, em suas redes sociais, uma carta aberta, na qual reforçou sua acusação contra a mãe e disse que ela "destruiu diversas vidas", incluindo a sua.

Anteriormente, em seu depoimento à polícia, Lucas havia afirmado que a mãe havia confessado o envenenamento de Fernanda e Bruno. Além disso, uma filha de Cíntia relatou aos agentes ter visto um líquido esverdeado no prato do adolescente.

Cíntia foi presa no último dia 20, após Bruno ter alta do Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, zona oeste do Rio. Ele deu entrada na unidade após se sentir mal e chegou a ser intubado, mas conseguiu se recuperar.

A suspeita de envenenamento por chumbinho foi levantada, pois, em março, Fernanda havia sido internada no mesmo hospital com sintomas semelhantes ao do irmão e acabou morrendo.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas