Rio de Janeiro Justiça recebe denúncia contra homem que atacou produtora

Justiça recebe denúncia contra homem que atacou produtora

Eduardo Fauzi foi preso na Rússia no dia 4 de setembro acusado de jogar coquetéis molotov na sede do Porta dos Fundos em dezembro de 2019

  • Rio de Janeiro | Isabela Afonso, do R7*

Produtora foi atacada em dezembro de 2019

Produtora foi atacada em dezembro de 2019

Reprodução/RecordTV

A Justiça do Rio recebeu, nesta segunda-feira (21), a denúncia oferecida pelo MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra Eduardo Fauzi Richard Cerquise, de 41 anos, acusado de atacar a sede da produtora Porta dos Fundos, em Humaitá, na zona sul do Rio, no dia 24 de dezembro de 2019.

Leia também: Rio: Justiça impede retorno de professores civis ao Colégio Militar

Eduardo está preso desde o dia 4 de setembro, quando foi detido por agentes da Interpol na Rússia. Ele é suspeito de jogar coquetéis molotov junto com um grupo de amigos na sede da produtora.

De acordo com a decisão, o crime teria ocorrido por um motivo fútil, devido a uma discordância em relação a um material artístico produzido pela Porta dos Fundos.

No relato do MPRJ, Eduardo teria assumido o risco de matar o vigilante do local, durante a ação praticada, que se encontrava na portaria do estabelecimento na hora do incidente. No documento, ainda ficou decretada a prisão preventiva dele.

Leia também: Rio tem melhor agosto em 4 anos para compra de imóveis, diz Secovi

Para o Ministério Público a vítima só não morreu pois teve uma reação instantânea de apagar o incêndio e fugir do local, mesmo só tendo uma saída pela portaria do prédio.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas