Carnaval 2016

Rio de Janeiro Mangueira é campeã do Carnaval do Rio depois de 14 anos com enredo em homenagem a Maria Bethânia

Mangueira é campeã do Carnaval do Rio depois de 14 anos com enredo em homenagem a Maria Bethânia

Escola levou para a Sapucaí o enredo Maria Bethânia: a Menina dos Olhos de Oyá

A Estação Primeira de Mangueira é a grande campeã do Carnaval 2016 do Rio de Janeiro. Com enredo em homenagem a Maria Bethânia, a escola da comunidade na zona norte do Rio fez um desfile à altura da homenageada. Maria Bethânia: a Menina dos Olhos de Oyá é o enredo do 18º campeonato da escola, que também tem um supercampeonato. A Mangueira não era campeã do Carnaval desde 2002.

Confira as notas do Carnaval do RJ

A Mangueira somou 269,8 pontos. Na sequência vieram Tijuca (269,7), Portela (269,7), Salgueiro (269,5), Beija-Flor (269,3) e Imperatriz Leopoldinense (269,2). Essas escolas fazem no sábado (13) o Desfile das Campeãs na Sapucaí. A Estácio de Sá (265) foi rebaixada.

Cauã Reymond fala sobre estreia no Carnaval: "Estou com o coração a mil"

Alcione elogia Maria Bethânia, homenageada da Mangueira: "Tem uma história linda"

Com homenagem a Maria Bethânia, Mangueira faz desfile com cara de campeonato

Emocionado, Chiquinho, o presidente da escola, desabafou após a vitória: 

— Acabou o jejum, Mangueira é campeã (...) Foi a vitória da nação mangueirense, foi a vitória do Carnaval... Foi um resgate que a Mangueira merecia.

A escola foi a última a desfilar do Grupo Especial, mas mesmo assim conquistou o público presente na Sapucaí. Bethânia também se emocionou durante a passagem pelo Sambódromo. 

A escola começou exaltando a religiosidade da cantora, primeiro o candomblé e, em seguida, o catolicismo, ensinado por Dona Canô à filha artista.

A Mangueira relembrou shows marcantes de Bethânia e sucessos gravados pela estrela. Renata Sorrah, Mart’nália, Regina Casé, Caetano Veloso, Chico César, Zélia Duncan e Vanessa da Mata foram algumas das personalidades que participaram da homenagem.

A escola se consagra como uma "especialista" em homenagens. Em 1986 e em 1998, Dorival Caymmi e Chico Buarque foram homenageados e também deram o campeonato à verde e rosa.

Antes da abertura dos envelopes com as notas das escolas, a rainha de bateria Evelyn Bastos se disse muito confiante na vitória. Para ela, a confiança dos moradores do morro da Mangueira era um bom termômetro.

— [Estou de] alma lavada. O morro da Mangueira está em festa. Essa foi a melhor resposta. [Estou] muito confiante e acho que esse título é nosso. 

Últimas