Morte de Marielle Franco
Rio de Janeiro Marielle Franco deve virar nome de jardim suspenso em Paris

Marielle Franco deve virar nome de jardim suspenso em Paris

O local escolhido é uma praça no terraço de um hotel em construção junto à Gare de l'Est, uma das principais estações de trem da cidade

Inauguração do jardim deve ocorrer em outubro

Inauguração do jardim deve ocorrer em outubro

Área de Mulher

A comissão de denominação de ruas da prefeitura de Paris determinou que um jardim da cidade receba o nome da vereadora brasileira Marielle Franco, assassinada em 14 de março de 2018. Como informa a agência RFI, o local escolhido é uma praça suspensa no terraço de um hotel em construção junto à Gare de l'Est, uma das principais estações de trem da cidade.

Leia também: Acusados de matar Marielle são transferidos para presídio federal

Anne Hidalgo, prefeita da capital francesa, expressou à ONG RED.Br - Rede Europeia pela Democracia no Brasil, entidade à frente da iniciativa - seu desejo de nomear um local da cidade em homenagem a Marielle em fevereiro deste ano.

Em 1º de abril, o Conselho de Paris votou a favor da proposta. Falta agora a ratificação pelo conselho do 10° distrito, bairro onde fica o futuro jardim, e depois pelo Conselho de Paris. A decisão final será tomada no dia 11 de junho.

A inauguração do Jardim Marielle Franco deve ocorrer em outubro, de acordo com a historiadora Juliette Dumont, que faz parte da RED.Br.

Marielle Franco, vereadora do PSOL, e o motorista do carro em que ela estava, Anderson Gomes, foram executados em 14 de março de 2018, no bairro da Lapa, centro do Rio de Janeiro. Desde então, a prefeita de Paris publica posts nas redes sociais em homenagem a Marielle e cobra a resolução do caso.