Rio de Janeiro MC Atrevida: médico chega para depor em cadeira de rodas no Rio

MC Atrevida: médico chega para depor em cadeira de rodas no Rio

Wilson Ernest Garlaza Jara, responsável por procedimento estético, ficou cerca de uma hora na 20ª DP (Vila Isabel) e saiu sem falar com a imprensa

  • Rio de Janeiro | Vinícius Andrade, do R7*

Médico chegou para depor em cadeira de rodas

Médico chegou para depor em cadeira de rodas

Reprodução/Record TV Rio

O médico Wilson Ernest Garlaza Jara, responsável pelo procedimento estético da cantora Fernanda Rodrigues, conhecida como MC Atrevida, chegou em uma cadeira de rodas para prestar depoimento, nesta segunda-feira (3), na 20ª DP (Vila Isabel), na zona norte do Rio. 

Ele ficou cerca de uma hora no local e saiu sem falar com a imprensa. 

A morte da funkeira ocorreu dias após a realização de uma hidrolipo, no último dia 16, na qual foi retirada gordura das costas da paciente para injetar nos glúteos.

Após o procedimento, uma amiga de Fernanda contou que ela reclamou de fortes dores. Ao entrar em contato com a clínica, recebeu a orientação de procurar um hospital e foi informada de que o médico que havia feito a cirurgia estava internado após sofrer dois AVCs. 

Em entrevista exclusiva à Record TV Rio, Wania Tavares, a proprietária da clínica Rainha das Plásticas, disse que Wilson Ernest Garlaza Jara tinha cursos de cirurgia plástica e estava liberado para fazer hidrolipos.

No entanto, o médico só possui registro ativo no Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro) em ginecologia.

Caso 

A funkeira Fernanda Rodrigues, de 44 anos, conhecida como MC Atrevida, morreu no último dia 27, após fazer um procedimento cirúrgico em uma clínica em Vila Isabel, na zona norte do Rio.

O corpo da vítima foi enterrado no Cemitério da Cacuia, na Ilha do Governador, na quarta-feira (29).

A clínica, onde foi realizado o procedimento, foi interdidata por falta de licença sanitária por agentes da Decon (Delegacia de Defesa do Consumidor) e da Vigilância Sanitária no último dia 30.

A dona do estabelecimento prestou depoimento na sexta-feira (31) na 20ª DP (Vila Isabel) e disse estar muito abalada com tudo que aconteceu.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira 

Últimas