Rio de Janeiro Ministro suspende acordo firmado entre professores e Prefeitura do Rio

Ministro suspende acordo firmado entre professores e Prefeitura do Rio

Segundo a decisão, o acordo fica suspenso até que a categoria encerre a paralisação

Ministro suspende acordo firmado entre professores e prefeitura do Rio

Professores da rede pública do Rio decretaram greve unificada em assembleia na semana passada

Professores da rede pública do Rio decretaram greve unificada em assembleia na semana passada

Paulo Carneiro / Agência O Dia

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux suspendeu nesta terça-feira (13) o acordo firmado no ano passado entre os professores da rede municipal e a Prefeitura do Rio. O acordo, além de outros pontos, tratava da devolução dos dias cortados com reposição dos dias parados e a criação de grupos de trabalho para discutir as questões administrativas pendentes. O acordo fica suspenso até que a categoria encerre a paralisação.

Ainda segundo o ministro, a decisão foi tomada porque uma nova greve foi iniciada e nenhum representante do sindicato compareceu a reunião convocada para esta terça-feira.

Segundo os professores, um novo encontro foi evitado com o Luiz Fux, pelo menos nesse primeiro momento. Eles alegam que o Estado e o município não cumpriram o que foi prometido e resolveram voltar a cruzar os braços.

De acordo com a professora Ivanete Conceição da Silva, representante do sindicato, o próximo encontro dos professores será na próxima quinta-feira (15), em uma assembleia da categoria na zona norte do Rio que vai decidir os rumos da greve.

Entre as reivindicações da categoria, estão o plano de carreira unificado, reajuste salarial de 20% incluindo os aposentados, o fim da terceirização do serviço, redução para 30 horas a carga horária semanal dos funcionários administrativos, reconhecimento do cargo de cozinheiro escolar e a convocação imediata dos aprovados no concurso para professor de 40 horas da rede municipal. Os docentes municipais alegam que as faltas da greve de 2013 não foram abonadas.