Rio de Janeiro Morre mulher atropelada por trem após assalto no Rio

Morre mulher atropelada por trem após assalto no Rio

 Josiane de Amorim Silva, de 34 anos, estava internada em estado grave no Hospital Albert Shweitzer desde a última quinta-feira (26)

Estado de saúde da vítima era grave

Estado de saúde da vítima era grave

Reprodução/Record TV Rio

Morreu, no domingo (29), a mulher atropelada por um trem após cair nos trilhos durante um assalto na estação de Bangu, na zona oeste do Rio.

Josiane de Amorim Silva, de 34 anos, estava internada no Hospital Albert Shweitzer desde a última quinta-feira (26). Seu estado de saúde era considerado grave.

UFRJ alerta para explosão de casos de covid e pede mais restrições

Em entrevista à Record TV Rio, a irmã de Josiane, Janaína Silva, afirmou que guardas municipais prestaram os primeiros socorros à vítima. No entanto, a Supervia teria dificultado o resgate.

Imagens das câmeras de segurança da estação mostram em que o suspeito se aproxima de Josiane e tenta furtar o celular. Na ação, os dois caem nos trilhos. O homem consegue escapar minutos antes do trem aparecer.

Em nota, a Supervia lamentou o ocorrido e afirmou que o veículo não consegue parar imediatamente após a frenagem. A concessionária explicou que o trem ainda percorre 400 metros depois de acionado o freio.

O enterro de Josiane vai ocorrer na tarde desta terça-feira (1°) no cemitério Jardim da Saudade, em Piedade, na zona norte do Rio.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas