Rio de Janeiro MP denuncia PMs suspeitos de confundir peça de moto com fuzil e matar 2 jovens no Bateau Mouche

MP denuncia PMs suspeitos de confundir peça de moto com fuzil e matar 2 jovens no Bateau Mouche

Agentes são acusados de homicídio qualificado, lesão corporal leve e perigo à vida

Policiais atiraram em Gleberson Alves e Alan Pereira que estavam em uma moto em Rocha Miranda; ambos morreram

Policiais atiraram em Gleberson Alves e Alan Pereira que estavam em uma moto em Rocha Miranda; ambos morreram

Reprodução / Rede Record

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou três policiais militares suspeitos de participação no homicídio de dois jovens na comunidade do Bateau Mouche, em Rocha Miranda, na zona norte do Rio. Vagner Cunha Lima, Adilson Batista dos Reis e Márcio Loureiro Barroso poderão responder por homicídio qualificado, lesão corporal leve e perigo à vida.

Segundo as investigações, os mototaxistas Gleberson Nascimento Alves, de 28 anos, e Alan de Souza Pereira, de 20, carregavam uma peça de moto que foi confundida com um fuzil pelos agentes. Eles dispararam contra os jovens, que morreram no local.

Na ocasião, os PMs contaram, em depoimento, que houve troca de tiros e que agiram em legítima defesa. Já familiares das vítimas afirmaram que ambos eram inocentes. Uma mulher, que não quis se identificar, chegou a contar que, após perceber o equívoco, os policiais tentaram forjar um tiroteio.

Últimas