Rio de Janeiro MP e polícia prendem 18 em ação contra delivery de drogas no Rio

MP e polícia prendem 18 em ação contra delivery de drogas no Rio

Alluan de Almeida Brito Araújo, vulgo Alfafa, apontado como líder do grupo, foi preso em Laranjeiras durante operação

O MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) em conjunto com a Polícia Civil realizaram, nesta sexta-feira (17), a Operação Batutinhas. Foram cumpridos 14 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão contra integrantes de uma quadrilha que fazia delivery de drogas em áreas nobres do Rio. Além dos mandados, quatro pessoas foram presas em flagrante.

Grupo oferecia drogas por aplicativo de mensagens

Grupo oferecia drogas por aplicativo de mensagens

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

De acordo com a polícia, o grupo utilizava o WhatsApp Business para facilitar o contato com os usuários, que precisavam acessar a conta "Alfafa Batutinha Best Quality Drugs", para obter o menu dos entorpecentes.

A quadrilha contava com fornecedores, entregadores/motoristas, e integrantes responsáveis pelo estoque das drogas, além de ter um ex-agente policial responsável pela segurança.

O homem apontado como chefe do grupo, e responsável por fazer a manutenção da conta comercial no aplicativo de mensagens, Alluan de Almeida Brito Araújo, vulgo Alfafa, foi preso em Laranjeiras, zona sul do Rio de Janeiro.

Alluan já havia sido preso em flagrante em abril deste ano quando ia realizar a entrega de 1,5 kg de maconha no Leblon.

A denúncia foi recebida pela 19ª Vara Criminal da capital, responsável pela expedição dos mandados cumpridos nos bairros do Flamengo, Inhaúma, Campo Grande, Maracanã, entre outros.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas